eleição

Por causa da eleição, ninguém pode ser preso a partir desta terça

A partir desta terça-feira (25), nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto se for pego em flagrante ou alvo de sentença condenatória por crime inafiançável. A determinação, prevista no Código Eleitoral, começa cinco dias antes da eleição do próximo domingo (30) e vale até terça-feira (1º), 48 horas após a votação.

Marina propõe nova eleição presidencial

Rede Sustentabilidade pede ao TSE adesão ao processo de cassação da chapa Dilma-Temer, além da proibição da posse do segundo colocado em 2014, Aécio Neves. Partido lança campanha “Nem Dilma, nem Temer”