Política

Novas irregularidades foram encontradas na Operação Tanque Furado


O Instituto OPS está auditando 700 notas fiscais de abastecimentos de veículos que foram apresentadas por 185 deputados federais à Câmara para ressarcimento pela verba indenizatória. Até agora 16 novas irregularidades no uso deste recurso público já foram identificadas.

A Câmara concede a cada um dos 513 deputados o valor de R$ 6 mil mensais para que possam custear despesas com combustíveis e lubrificantes de seus veículos e de seus funcionários de gabinete, desde que para uso exclusivo do mandato.

Até o momento mais de 140 notas já foram auditadas e dessas, 16 irregularidades foram encontradas, como ressarcimento de despesas que são, na verdade, abastecimentos de veículos de sindicatos, nota fiscal cancelada e até a aquisição de cigarro.

O deputado Ronaldo Carletto (PP-BA) foi flagrado pela Operação Tanque Furado, trabalho de auditoria em notas fiscais realizado por cidadãos comuns e coordenado pelo Instituto OPS, ao abastecer 44 vezes veículos da empresa de sua esposa no Posto Nossa Senhora D’ajuda, em Eunápolis-BA.

Apesar do Instituto OPS oferecer espaço ao parlamentar para explicar o uso questionável de mais de R$ 14 mil de dinheiro público, sua assessoria enviou nota apenas para um dos colaboradores do Instituto OPS que diz, resumidamente, não considerar irregular ser ressarcido por despesas cujos cupons fiscais tenham sido emitidos para a empresa Brasmoto.

Os abastecimentos ocorreram no Posto Nossa Senhora D’ajuda que enviou ao Instituto OPS o seguinte comunicado:

O Posto Nossa Senhora D’Ajuda, empresa com mais de 50 anos de tradição em Eunápolis, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos acerca de publicada em 12 de Julho de 2019, na qual é citado:
• Para que não fiquem dúvidas, reiteramos que a Sra. Carlete de Oliveira Carletto não faz e nunca fez parte do nosso quadro de sócios;
• É comum no mercado de combustíveis que clientes de grande volume concentrem seus abastecimentos em um único posto revendedor, pela maior facilidade de controle de frota, barganha de preço e acompanhamento da qualidade do combustível.
• Por fim, não é demais ressaltar trecho da reportagem na qual o reporter reconhece que “a substituição de vários cupons por nota fiscal é um recurso legal e muito comum entre empresas que pretendem simplificar a gestão contábil.”

O Instituto OPS é uma organização sem fins lucrativos e responsável pela respeitada e eficiente Operação Política Supervisionada (OPS) que já provocou economia nos cofres públicos em quase R$ 6 milhões.

Sem qualquer vínculo partidário, a manutenção de seu trabalho se dá por doações e venda de sacolas ecológicas.

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.