Em quem não devo votar em 2018 – Wladimir Costa


Talvez o mais caricato personagem da Câmara dos Deputados, Wladimir Costa é uma mistura de exibicionismo e incapacidade legislativa.

Em quase 16 anos de casa nenhum projeto seu se tornou lei e a sua participação na Casa só não passa despercebida devido às inúmeras polêmicas em que se mete. Talvez na tentativa de se aproximar de Temer, Wladimir Costa “tatuou” o nome do presidente no braço e desfilou vestindo uma camiseta regata para mostrar a “obra”.

Disse ele em entrevista que a tatuagem era definitiva e que havia custado R$ 1,2 mil, parcelada em 6x. Mas especialistas na área afirmam que se trata, na verdade, de uma tatuagem feita de hena, ou seja, provisória.

Veja outros vídeos da série “Em quem não devo votar em 2018”

A tatuagem, falsa ou não, acabou por gerar mais uma polêmica envolvendo o deputado, além de revelar o lado machista do paraense. A jornalista Basília Rodrigues da CBN, durante entrevista com o deputado, pediu a ele que mostrasse a tal tatuagem. O parlamentar disse: “Pra você, só se for de corpo inteiro”.

A destrambelhado parlamentar coleciona cada vez mais polêmicas ao invés de boas atuações no Congresso. Durante a sessão na Câmara que barrou denúncia contra Temer, “Wlad”, como gosta de ser chamado, passou um bom tempo com um papo pra lá de descontraído.

Durante uma troca de mensagens pelo Whatsapp com uma mulher, ele escreveu: “Mostra a tua bunda, afinal não são suas profissões que a destacam como mulher, é sua bunda. Vai lá põe aí garota”.

É certo que a vida privada de alguém só deve interessar a ela mesma, mas no caso em específico é preciso considerar que uma vez como deputado federal e em pleno exercício de seu mandato, o mínimo que se espera é responsabilidade e respeito aos milhares de eleitores que o colocaram lá, principalmente a todas as mulheres que não são e nem devem ser consideradas objetos sexuais.

Sua assiduidade parlamentar é uma das mais pífias dentre todos os deputados. Em 2017 esteve presente em apenas 63% das sessões em que deputados são obrigados a participar. Em 2016 o número foi ainda menor, 55%.

Se você achava pouco faltar a quase metade de todas as sessões do ano, então se acomode na cadeira para saber como Wlad “trabalhou” em 2015. Das 125 sessões do ano ele só esteve presente em 20 delas, ou seja, apenas 16% de presença nas sessões deliberativas do ano.

Wladimir Costa também já foi flagrado pela OPS usando de maneira suspeita, o uso da maldita verba indenizatória.

Em agosto do ano passado eu postei o vídeo que mostra como o nobre parlamentar usava, e ainda usa o nosso rico dinheirinho. Uma garagem é alugada por R$ 12 mil mensais como sendo seu escritório político. Apenas com este imponente imóvel já gastamos R$ 204 mil.

Eu o denunciei no Ministério Público, que acatou a denúncia.

Wladimir teve seu mandato cassado pelo TRE do Pará, por uso de caixa dois em sua campanha. Ele ainda se mantém na Câmara graças a um recurso apresentado por sua defesa no TSE. Pesam ainda contra Wladimir dois inquéritos no STF, o 3010 e o 3884, além de duas ações penais, a 528 e 964 (com a recente decisão do STF, processos do deputado já foram enviados à 1ª instância).

Como a cereja do bolo, recentemente Wladimir Costa agrediu fisicamente um professor que o vaiava durante discurso que o deputado fazia numa cidade do interior do Pará.

O destempero do deputado é conhecido por seus colegas que o acusam de ser agressivo ao lidar com pessoas que não comungam com suas ideias.

A origem humilde e a grande batalha que travou durante a sua infância e juventude não podem se tornar vendas nos olhos de seus eleitores. É preciso considerar que um deputado deve respeito a todos e todas, independentemente do gênero e profissão.

Se você vota no estado do Pará, pesquise mais sobre Wladimir Costa e veja se ele realmente merece ser eleito novamente. Até aqui, não vejo motivos para isso.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.