Em quem não devo votar em 2018 – Roberto Góes


O pedetista Roberto Góes, atual deputado federal pelo Amapá, é dirigente esportivo, ex-prefeito de Macapá e exerceu por três vezes o cargo de deputado estadual.

Se preferir, assista ao vídeo

Na Câmara Federal deste a atual legislatura, o nobre deputado já torrou mais de R$ 1,6 milhão com a maldita verba indenizatória. Para divulgar o seu mandato foram gastos meio milhão de reais e com segurança pessoal já destinou R$ 230 mil. Aliás, foi envolvendo um de seus seguranças que Roberto Góes responde atualmente um processo no STF por lesão corporal grave. Ele agrediu com um soco, uma eleitora que estava na fila de votação.

Até o momento, de todos os vídeos já publicados da série “Em Quem Não Devo Votar em 2018”, Roberto Góes é o campeão em número de inquéritos e ações penais no STF. São nada menos que 10 ações penais e 14 inquéritos que apuram variados crimes, como peculato, lavagem de dinheiro, crimes da lei de licitações, corrupção passiva e por aí vai.

A relação é esta:

Ações Penais:

AP 916 – crime de peculato

AP 936 – crimes contra o Meio Ambiente e o Patrimônio Genético

AP 949 – crime de responsabilidade

AP 928 – crime contra as finanças públicas

AP 970 – Crimes de “Lavagem” ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores, formação de quadrilha ou bando, crimes da Lei de Licitações

AP 984 – crimes de responsabilidade

AP 986 – crimes da Lei de Licitações e peculato

AP 992 – crimes de responsabilidade e da Lei de Licitações

AP 994 – corrupção passiva e crimes da Lei de Licitações

AP 1024 – crimes da Lei de Licitações, “Lavagem” ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores Oriundos de Corrupção e Peculato

Inquéritos:

Inq. 3950 – crimes de peculato e da Lei de Licitações

Inq. 4019 – crimes de peculato e da Lei de Licitações

Inq. 4013 – corrupção passiva e crime da Lei de Licitações

Inq. 4093 – crimes de responsabilidade

Inq. 4049 – crimes da Lei de Licitações

Inq. 4022 – crimes de lavagem ou ocultação de bens, contra a fé pública e lavagem de dinheiro

Inq. 4023 – crimes de responsabilidade e da Lei de Licitações

Inq. 4067 – crimes da Lei de Licitações, “Lavagem” ou Ocultação de Bens, Direitos ou Valores Oriundos de Corrupção e peculato

Inq. 4255 – não informado

Inq. 4253 – crimes de responsabilidade

Inq. 4295 – corrupção eleitoral e peculato

Inq. 4485 – lesão corporal

Inq. 4607 – transgressões eleitorais, corrupção ou fraude

Inq. 4611 – lesão corporal grave

Veja outros vídeos da série “Em quem não devo votar em 2018”

Roberto Góes foi preso em 2010 juntamente com seu primo, o atual governador do Amapá Waldez Góes. Até mesmo o presidente do Tribunal de Contas do estado foi preso por envolvimento num suposto esquema de desvios de verbas federais, a chamada operação Mãos Limpas. Góes também já foi preso por portar arma de fogo.

A operação Mãos Limpas apurou que quase todos os contratos firmados pelo governo do Amapá com empresas privadas não respeitavam as formalidades legais.

Peço agora que você faça uma reflexão:

Se você fosse o proprietário ou proprietária de uma grande empresa e precisasse de um administrador, você contrataria alguém com o histórico de Roberto Góes?

É mais ou menos assim que devemos encarar o nosso voto.

Eleitores do Amapá, antes de votar nas próximas eleições, considere as informações repassadas neste vídeo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.