Sem mandato, sem foro privilegiado


A Operação Lava Jato está chegando a quatro anos de existência, e ainda deverá seguir por muito tempo.

Em Curitiba e no Rio de Janeiro se concentram as principais ações da operação na primeira instância. Os números, apesar de estarrecedores, nos dão um certo sentimento de que a justiça está sendo feita.

Das 97 denúncias apresentadas no Paraná e no Rio, 423 pessoas foram denunciadas e 113 já foram condenadas a penas que somadas, ultrapassam 1.750 anos.

Há ainda 1.765 procedimentos instaurados, 881 mandados de busca e apreensão, 222 mandados de condução coercitiva, 101 prisões preventivas e 163 acordos de delação premiada.

Tudo isso são números que envolvem pessoas que não possuem o famigerado foro privilegiado.

E os números de quem tem a benesse do foro?

Nesse caso, só a última instância é que deve julgá-los, como por exemplo o STF que tem consigo 193 inquéritos da Lava Jato.

Desses, 36 resultaram em denúncias criminais e apenas 7 em ações penais. Sabe quantas pessoas foram condenadas? Nenhuma!

Este é o reflexo do foro privilegiado!

O Projeto Novo Eleitor está lhe convocando a coletar dados de políticos para que possamos divulgá-los ao máximo, pois sabemos que a maioria daqueles que podem criar ou alterar leis atualmente jamais acabará com o foro privilegiado.

Se eles não acabam com o foro privilegiado, vamos então acabar com o foro privilegiado deles, mas para isso precisamos de alguns dados, inclusive descobrir quem destes tem pendências na Justiça.

Preencha o formulário abaixo e ajude a alimentar a nossa base de dados, pois em breve a OPS vai lançar, via Projeto Novo Eleitor, uma ferramenta que vai ajudar os eleitores brasileiros a conhecer melhor os seus candidatos.
Procure no Google por matérias jornalísticas de fontes responsáveis, visite o site do STF, STJ, TRF’s e TJ’s em busca dos processos. Quanto mais rico em detalhes, melhor.

Faça parte disso.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.