Deputado é obrigado a devolver dinheiro à Câmara depois de ser denunciado pela OPS


O deputado Nilton Capixaba (PTB-RO) terá descontado de seu salário, o valor de R$ 1,5 mil por uso irregular de verba pública. A decisão foi tomada pela Câmara dos Deputados depois de receber denúncia da Operação Política Supervisionada (OPS) que encontrou uma despesa ressarcida ao parlamentar de maneira indevida.

As regras internas da Câmara dizem que a Divulgação da Atividade Parlamentar, uma das várias despesas passíveis de reembolso pela verba indenizatória, chamada também de cotão, só pode ser realizada por empresas, mas Nilton Capixaba contratou uma pessoa física para “prestar serviços de divulgação das atividades parlamentares sobre reuniões, encontros e audiências”. (Veja a nota fiscal)

O deputado ignorou o comunicado que informava que ele deveria ressarcir o erário e como providência tomada para reaver o dinheiro, a Câmara descontará de seus vencimentos o valor total do serviço pago irregularmente.

Esta não é a primeira vez que a OPS identificou irregularidades no uso de recursos públicos. Ao todo já foram economizados mais de R$ 5,5 milhões ao longo de quatro anos de trabalho voluntário.

Fundado e coordenado por Lúcio Big, a OPS não possui qualquer vínculo com empresas ou entidades públicas ou privadas. A manutenção financeira da organização é feita por doações de fãs e colaboradores e também pela venda de adesivos para carro.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Deputado é obrigado a devolver dinheiro à Câmara depois de ser denunciado pela OPS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s