Política

“Duvido que digam que Lula pediu 5 centavos”, diz o ex-presidente


Em depoimento à Justiça Federal de Brasília na manhã desta terça-feira (14), o ex-presidente Lula negou que tenha tentado obstruir as ações da Operação Lava Jato. O petista afirmou estar sofrendo um “massacre” devido às acusações que lhe são dirigidas e voltou a desafiar quem o acusa: “Quero provas”. Esse foi o primeiro depoimento de Lula como réu na Lava Jato. No mesmo processo, também estão envolvidos o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS), o ex-chefe de gabinete dele Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves, o advogado Edson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai. Todos acusados de agirem para impedir que Cerveró revelasse à Justiça o que sabe sobre o esquema de corrupção na Petrobras.

“Só tem um brasileiro que pode ter medo de uma delação do Cerveró. Era o Delcídio. Ele sim era próximo dele. Eu nunca fui próximo do Cerveró”, disse Lula. “E sobre o Cerveró: eu não o conhecia. Só agora ele ficou famoso. Eu só vi ele em reuniões. Portanto, não tinha nenhum interesse de indicá-lo”, disse o ex-presidente.

Cerca de 30 manifestantes foram apoiar Lula durante depoimento