DesCampanha Eleitoral – Celso Russomanno – São Paulo-SP


A DesCampanha Eleitoral é um trabalho realizado pela Operação Política Supervisionada – OPS – em conjunto com a sociedade que visa levantar informações de candidatos que concorrerão a cargos políticos municipais nas eleições deste ano e divulgá-las neste blog, além de também de serem publicadas no site Congresso em Foco, no Canal do Lúcio Big no Youtube, no Canal do Otário e nas redes sociais da OPS.

Não se trata de prejulgamento. O que a OPS quer é levar ao conhecimento dos eleitores, informações que os candidatos omitem em suas campanhas.

O candidato é Celson Russomanno

Cidade: São Paulo-SP

Cargo: prefeito

O que o candidato não vai citar espontaneamente:

O deputado Celso Russomanno (PRB-SP), líder nas pesquisas da corrida eleitoral pela Prefeitura de São Paulo, era o sócio-administrador do Bar do Alemão, fechado por não pagar três anos de aluguel, que somam R$ 2 milhões e era detentor da parte majoritária das ações. As informações constam de procedimento investigatório da Receita Federal.

Um de seus sócios no negócio é delator da Lava Jato Augusto Ribeiro de Mendonça Neto.

O estabelecimento foi fechado em agosto deste ano e segundo alguns funcionários, que movem ação trabalhista contra a empresa, dizem que ainda não receberam a rescisão trabalhista e “nem mesmo as gorjetas”. Três dos cinco processos movidos contra o Bar do Alemão ainda não tiveram sequer a primeira audiência, pois os Oficiais de Justiça não estão conseguindo encontrar os representantes da empresa.

Voltar para a lista

Um comentário sobre “DesCampanha Eleitoral – Celso Russomanno – São Paulo-SP

  1. Apenas duas observações:

    A primeira é sobre a sociedade:

    Em 2012, Russomanno tornou-se sócio do Bar do Alemão, um restaurante de dois andares na beira da margem norte do Lago Paranoá, em Brasília. Um dos sócios investiu R$ 1 milhão no negócio, e Russomanno explicou na ocasião que não gastaria um centavo: pagaria sua parte à medida que o dinheiro fosse “entrando”. Mas não entrou. No mês passado, o bar fechou e deixou um prejuízo de R$ 2 milhões.

    A segunda é sobre a Lava Jato:

    Russomanno aparece nos autos da Lava Jato citado pelo ex-
    deputado federal Pedro Corrêa, seu ex-colega de PP, que celebrou um acordo de delação premiada em março passado. “Celso Russomanno era um dos que o partido dividia as propinas, recebendo os recursos de José Janene”, diz Corrêa, um veterano do mensalão, em um trecho. Segundo ele, Russomanno também “era famoso em solicitar vantagens indevidas a empresários utilizando a televisão como forma de intimidar e ameaçar”. Corrêa afirma que Russomanno fazia isso de sua posição na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, a qual presidiu. Na época, Russomanno se defendeu com uma nota à imprensa. Disse que era adversário de Janene e chamou as acusações de “levianas”. Como de costume, evitou falar.

    Fonte: http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/09/celso-russomanno-o-apresentador-que-evita-falar.html

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s