Senador do PMDB declara voto contra o impeachment


O senador Roberto Requião (PMDB-PR) recorreu à fala do ex-presidente Tancredo Neves na sessão que cassou João Goulart para fazer um paralelo com o julgamento de Dilma Rousseff. Saiu em defesa da presidente afastada e afirmou que o próprio relator, Antonio Anastasia (PSDB-MG), praticou os crimes que vê nos atos de Dilma enquanto era governador de Minas Gerais.

“Se mesmo sem culpa essa Casa condenar a presidente, que cada um esteja consciente do que há por vir”, afirmou Requião ressaltando as medidas antipopulares que o governo de Michel Temer pode gerar para a população brasileira, principalmente para os trabalhadores.

Em discurso forte, o senador disse que o povo brasileiro “não retornará submissamente às senzalas”. Pediu também para “que não mandem no Brasil os embaixadores de países poderosos”. Por fim, declarou voto contrário ao impeachment e pediu plebiscito para novas eleições. O senador é aliado da presidente afastada Dilma, embora o presidente interino, Michel Temer, seja do seu partido, o PMDB.

POR CONGRESSO EM FOCO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s