Sérgio Moro decide soltar João Santana e Mônica Moura


O marqueteiro da campanha de Dilma, João Santana, e sua esposa Mônica Moura serão soltos hoje (segunda, 1º) por decisão do juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato. O casal está preso desde 23 de fevereiro e deve deixar a prisão nas próximas horas.

Segundo as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF), Santana e Mônica receberam, entre 2012 e 2014, US$ 3 milhões de offshores ligadas à Odebrecht e US$ 4,5 milhões da Keppel Fels. O casal afirmou ao juiz federal Sérgio Moro, em depoimento na semana passada, que o valor recebido de Skornicki foi de caixa dois da campanha presidencial do PT em 2010.

Conforme a decisão de Moro, ficou estipulada a fiança de R$ 28,7 milhões para Monica Moura – montante que já estava bloqueado pela Justiça. Já João Santana, deverá pagar como fiança os valores bloqueados em suas contas correntes (cerca de R$ 2.756.426,95).

A prisão do casal foi substituída por medidas cautelares alternativas: proibição de deixar o país, proibição de manter contatos com outros envolvidos na Operação Lava Jato, comparecimento a todos os atos do processo e pagamento de fiança correspondente aos valores já bloqueados nas contas-correntes do casal. O publicitário e a esposa seguem réus do processo.

Para Sérgio Moro, ainda que não se exclua a possível responsabilidade criminal do casal, Monica Moura e João Santana estão em um nível inferior no esquema de corrupção.

POR CONGRESSO EM FOCO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s