Lula é o novo ministro da Casa Civil


O ex-presidente Lula é o novo ministro da Casa Civil da presidente Dilma. A informação foi confirmada pelos líderes do PT e do governo na Câmara, Afonso Florence (BA) e José Guimarães (CE). Com isso, o petista passará a ter foro privilegiado e só poderá ser investigado ou julgado no Supremo Tribunal Federal (STF). Na prática, escapa do juiz Sérgio Moro, que analisa um pedido de prisão preventiva contra o ex-presidente.

cms-image-000403161Cotado para assumir a Secretaria de Governo, no lugar de Ricardo Berzoini, Lula substituirá Jaques Wagner, que será chefe de gabinete de Dilma. Com a nomeação, a história se repete com papeis invertidos: Dilma foi a ministra da Casa Civil de Lula.

“Consideramos uma decisão de alta envergadura e de interesse nacional”, disse Florence. O líder do PT, porém, negou que a decisão da indicação de Lula para a Casa Civil tenha sido adiada devido à divulgação da delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), que foi líder do governo no Senado.

Os aliados de Dilma focam no currículo de Lula para justificar sua nomeação para a Casa Civil. E se dizem preparados para enfrentar as críticas à escolha. Segundo Florence, o fato de as investigações contra o ex-presidente passarem das mãos de Sérgio Moro para o STF, não foi levado em conta na escolha de Lula para a pasta. Para o petista, “o foro privilegiado nunca foi, e nem será, motivo para obstruir as investigações”.

Já o líder do governo, usou sua conta no Twitter para comentar  a mudança na Casa Civil e elogiar a postura de Jacques Wagner. “Ministro Wagner no dia de seu aniversário mostra grandeza e desprendimento ao deixar a Casa Civil”, comentou. Jacques completa hoje (quarta,16) 65 anos de idade e, após a reunião no Alvorada em que decidiu que iria ser deslocado para a chefia de gabinete do governo, seguiu para o aeroporto, onde embarca para Salvador.

Ação na justiça contra a nomeação de Lula

O Líder do PV, senador Alvaro Dias(PR), deu entrada, nesta quarta-feira(16/2), a uma Ação Popular na Justiça Federal de Brasília contra a nomeação do ex-presidente Lula como ministro Chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff. O principal argumento  usado pelo senador na justificativa da Ação é o desvio de finalidade, ou seja, “no caso concreto, a denúncia formalizada à justiça pelo Ministério Público de São Paulo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, inegavelmente deflagrou o recente movimento para nomear o ex-presidente Lula para um cargo de ministro de Estado. A motivação é retirá-lo da esfera da Operação Lava Jato sob o comando do Juiz Sérgio Moro e revesti-lo do foro privilegiado, o que caracteriza absoluto desvio de finalidade do ato de nomeação de um Ministro de Estado”

Aguarde mais informações.

Por Congresso em Foco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s