Política

Zeca Pagodinho é condenado a três anos de detenção


O cantor  Zeca Pagodinho foi condenado a três anos de detenção em regime aberto por envolvimento em fraudes em contratos de dois shows em Brasília, ambos realizados em abril de 2008.

De acordo com o MPDFT, Zeca Pagodinho teve a pena convertida em prestação de serviços à comunidade e ao pagamento de multam em valor ainda a ser definido pela Justiça.

Além dele, outras quatro pessoas, funcionárias da empresa contratante e de serviços gerais, também foram acusadas e condenadas.

Além da acusação de fraude, o Ministério Público afirma que a ação também apontou que houve superfaturamento nas contratação dos eventos.

A defesa do cantor divulgou uma nota à imprensa para afirmar que a condenação de Zeca por dispensa ilegal de licitação é “absurda“. Segundo a defesa do cantor, Zeca Pagodinho assinou um contrato para realizar show em Brasília e para esse evento foi cobrado o cachê padrão e usual da época.

A acusações de superfaturamento também foram rebatidas pelo advogado do cantor, afirmando que não houve diferença entre apresentações anteriores e as realizadas nos eventos apurados.

Eu não acredito que Zeca Pagodinho soubesse dos “erros” de contrato. Porém, como beneficiário da grana, ele deve cumprir a sentença.

1 resposta »

  1. Gente há nenhum inocência a respeito disso.
    Me faz lembrar,quando umas das esposas em Passos se defendeu ao promotor dizendo que não sabia pelos serviços de desvios do marido.A resposta do promotor foi essa.Não sabia como?Pelo serviço dele seria impossível com o ganho dele vocês ter essa vida de luxo,joias,carros e etc.Que seja punido malandro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.